A ALB/Suiça em perceria com ALB/MG e Clube Brasileiro de Lingua Portuguesa e outras entidades e orgaos ligados a cultura se reunem em Paris.

Imagem

 

Nos dias 15 e 16 de março, Paris foi a cidade onde a ALB/Suiça se fez presente representando o Presidente da ALB, Prof. Dr. Mario Carabajal Lopes, em eventos e conferencias para traçar metas e compartilhar os projetos em andamento para o ano corrente. Além de estreitar relações com outras entidades e organismos ligados a cultura e as artes.
Foram também diplomados novos membros correspondentes e conferidos diplomas de honra ao mérito a pessoas que se destacaram no Brasil em prol da cultura e das artes através dos seus trabalhos.

Na ocasião o presidente da Seccional/Suiça, Dr. Carlos Ventura, se reuniu com acadêmicos, escritores e autoridades ligadas a cultura para apresentação de projetos e troca de experiências.
O encontro foi no O hotel Mercure Paris Centre Tour Eiffel, nos dias 15  e 16  no salao de conferencia. Estiveram presentes a fundadora da ALB/MG Dra. Sílvia Araújo Motta, o Comendador Franklin Lopes, os escritores membros da ALB/MG e Clube Brasileiro da Língua Portuguesa, Katia Bobbio, Kid Moreira, Dr. João Wilton Alves, Ângela Candido, além de autoridades e pessoas ligadas a cultura e imprensa.

Carlos Ventura, fez a apresentação das metas e projetos em fase de execução da ALB/Suiça e assinou termo de cooperação técnica e protocolos de intenções de trabalho e projetos da ALB/Suiça com as entidades presentes.

Ventura disse:
“Este encontro é um marco importante na internacionalização dos muitos escritores independentes que estao no Brasil através dos projetos apresentados, dos termos de cooperação técnica e protocolos de intenções…
“… Uma nova ordem esta colocada diante dos nossos olhos e este é o momento de se fazer valer disto para estruturamos uma nova relação entre o ambiente acadêmico e a sociedade, e o escritor independente o mercado editorial. Pois se faz necessário consolidarmos de fato estas novas relações pois quem tem a ganhar com tudo isso é a nossa cultura e sociedade. Que terá como retorno o acesso de forma democrática e multi-lateral a fruição das artes e da literatura em todos os níveis. Um direito inalienável que ainda nos dias de hoje pessoas e alguns segmentos da sociedade se acham no direto de nao compartilhar, dar o livre acesso. Comportando-se de forma incabível nos dias atuais e que vai na contramão das novas tecnologias que estao ai para fazer com que a circulação da cultura e seus derivados exista de forma plena e democrática…”
“…Se faz necessário criar caminhos alternativos e viáveis para a circulação dos trabalhos independentes nao so para tirar do “anonimato” os autores e criadores independentes de todas as areas artísticas mas, para forçar uma nova relação destes com o dito mercado formal e gerar uma relação de equilibro e respeito entre o mercado formal e estes (Autores Independentes) que sem sombra de duvidas sao quem dao fôlego ao mercado que ai esta. Por mais que os ditos “Grandes” possam bater recordes de vendas etc.. estes nao sustentam de forma plena o mercado editorial (Selos, Editoras, Livrarias), Se este mercado dependesse de fato dos grandes autores ao meu ver estaria fadado ao fracasso. Pois estes “Grandes” autores que lançam em media um livro a cada dois anos com seus “best selers” nao mantém o mercado com seus ruidosos lançamentos.
Nos autores independentes é quem de fato movimentamos este mercado e é com este olhar que vejo que é necessário unirmos força para que passe a existir uma relação justa e respeitosa para conosco. Pois ainda é injusta esta relação que em alguns casos chega a beira da extorsão e da inversão de valores. Principalmente no que tange a valores cobrados desde a edição até a venda onde muitas vezes o que resta para nos que investimos tempo e dinheiro em todo o processo, menos de 10% do valor de um livro vendido nas grandes livrarias.
O Tempo de Mudar é agora, ja passou da hora!
Muitas entidades e projetos alternativos tem mostrado na pratica de que nos somos sim capazes de nos movimentar com nossos trabalhos sem nos sujeitarmos ao tratamento de submissão  e desrespeito que é praticado pelos que se denominam donos do mercado.
O Mercado somos nos!
Nos somos quem o mantém nao so como escritores mas, também como consumidores e esta na hora de valorizarmos quem trata o trabalho independente com respeito e dignidade que sao nossos parceiros, e nao nossos vampiros e algozes.
Valorizarmos as editoras, selos e livrarias que tem como seus pilares uma relação que vai além do faturamento mensal, que prima pelo respeito e crescimento mútuo…”

O Comendador  Franklin Lopes de Freitas, disse:
“…Este momento é um momento que a ALB, se lança com toda a força para fazer com que seus membros possam de fato conquistar o mercado internacional através de projetos coletivos. Tudo isso graças a forma democrática e inteligente do Dr. Mario Carabajal Lopes de gerenciar a ALB, dando aos seus representantes em suas seccionais liberdade de açao para que possam trabalhar suas seccionais de forma plural com projetos e parcerias.
Carlos Ventura ao meu ver esta cumprindo de forma louvavel as suas atribuiçoes como representante da ALB na Europa. Pois esta usando da sua experiencia em trabalhos coletivos, com associações e grupos aos quais ja passou para propor uma forma inovadora de trabalhar o autor independente para que ele seja fortalecido através do coletivo e de projetos oriundos do debate destes com seus pares e a sociedade. ..” (Franklin Lopes)


Sílvia Araújo Motta, (Embaixadora da Paz e membro da ALB/MG e Clube Brasileiro da Lingua Portuguesa), enfatizou que se faz necessário ampliar de forma coletiva os trabalhos individuais e universaliza-los.
“… Carlos Ventura, nos mostra através da sua explanação que a hora é agora e que temos que tornar a universalização dos bens culturais uma meta nao so das entidades da sociadade civil mas, como meta prioritária nas agendas governamentais. Dentro desta meta esta a valorizaçao dos autores independentes quem sem esta valorização se sentem desestimulados a criar e expor seus pensamentos através das suas obras…” (Silvia Araújo Motta)

Por ALB/Suíça

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: